sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Passa

E vão o dia e a noite,
passam sem parar,
nos distraímos com as coisas,
com as formas,
com as cores,
seguimos a vida
sem nos darmos conta
que as árvores crescem sem parar.
Que não paramos de morrer,
desde o dia que nascemos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário