segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Roxsette

Ínicava o dia,

acordava buscava alga, ia pro sítio e apanhava um carro de caju, junto com minhas irmãs.
trabalhava um pouco e ia para a escola.

Acho que nunca fui uma pessoa muito esforçada até o ensino médio.
Mas projetei muito do que sou eu sabia que um dia eu seria quem sou,
não sei se faria melhor.
vendo agora eu acho que faria, mas onde fui que errei. Podia ter sido melhor.
Acho que não fui bem alfabetizado,faltou-me um pouco de auto-estima.
em algumas coisas fui fraco e em outras uma muralha.
eu sou um reflexo do que me foi projetado.
Fui concebido assim.
Não é difícil saber me ler, tão pouco me compreender.

Basta saber olhar pra lua pela manhã,
ouvir as águas no riacho,
ver as flores vicosas,
ouvir zumbido das abelhas,
o sentir cheiro da flor de mucunã,
dos calumbis,
Ver o branco dos granitos, asperos duros,
porém rodeados de cardeiros,
o simples e o complexos se complementam,
monadas.
As formas que dão estrutura a matéria,
algo complexo que foi se tornando simplesmente explicável.
Quem fui, quem sou?
Quem poderá me ajudar?
Chapolin colorado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário