quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Amanhã

Amanhã não sei o que irá acontecer, mas que o amanhã virá e irá acontecer algo, com toda certeza o amanhã vira cheio de surpresa.
amanhã sempre virá trazendo novidades, contrariamente não sei quantos amanhãs poderei ver.
um dia, irei habitar sob mármore frio, sob uma árvore ou torrar meus ossos na terra ardente do sertão.
Quem me dera ouvir eternamente o som do sabiá,
quem me dera nunca envelhecer, quem me dera não morrer.
quem me dera poder eternizar a vida daqueles que amo.
Todavia meu fim é a morte.
Quando perder minha forma, minha essência desgarrá de meu corpo e então,
não serei nada...
quero gosar cada dia de minha vida.
Não sei o que acontecerá pela manhã, mas tenho uma certeza mesmo sem mim a vida seguirá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário