terça-feira, 5 de maio de 2015

Ode a Mangueira (planta)

Contemplei uma linda árvore,
Do frutos doce e calda amarela,
Árvore extremamente bela,
Que vai renovando seus ramos,
Como coxa de retalho,
E suas folhas cor de goiabada,
Viçosa por desenvolvimento,
Ao verde toma contra mão,
E floresce, inflorescências
De flores tão pequenas,
Mas forte mente aromatizada,
Sob sua copa fechada,
A sobra parece chamar o vendo,
Oh!
Maravilhosa mangueira,
Que aqui chegou sobre as frágeis naus,
Tens no Brasil como todo o povo
Aqui chegado,
A sua grande pátria mãe,
Maneira homenageada na grande festa do carnaval...

Quando acordo e caminho nas três ruas,
Eu te vejo e te beijo com os olhos.
Doce mangueira,
De doces mangas,
Em teu doce fruto,
Minhas gerações adoçaram a vida
E minha sementes continuarão
A se deliciar de ti,
E eu, além disto, contemplo sua exuberância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário