terça-feira, 26 de abril de 2011

Rochas

Não sei quase nada sobre rochas,
quase nada sobre sua composição,
sobre sua forma de cristalização.
O pouco que sei é que elas
encantam por suas cores
e suas formas. Sei que
há uma certa mística,
que se atribuí um certo
poder. Não sei se é verdade,
mas também não ignora.
Não que seja como penso que não
se deve ignorar nada na vida,
mas porque sei que as rochas me
atraem por sua beleza,
sua história e por sua presença
em quase todos os lugares.
Fazem parte das ruas,
das casas, e de muitos objetos.
Quando viajo e vou a algum
lugar onde gosto pra valer,
faço uma varredura no lugar
e escolho a rocha para guardar
todas as minhas memórias daquele lugar,
e ela ganha um lugar na minha escrivaninha,
onde posso viajar na imaginação
só ao olhar para ela,
poderia ser assim com qualquer
coisa, mas escolho as rochas
talvez por sua dureza, pelo seu tamanho,
ou por seu mito, sei lá.
Sei que essas memórias são tão subjetivas,
que para qualquer pessoa significa que são apenas
pedras, mas para mim são verdadeiros tesouros.
Já tive aula de geologia,
onde aprendi o pouco que sei.
Aprendi sobre sua importância
econômica, ecológica etc.

Tenho muitas memórias das rochas,
memórias da infância.
Lembro de quase todas as grandes rochas
incrustadas no sítio de meu pai,
acho que sou até capaz de contar as
maiores.
Bem no fim da terra de papai
tem uma grande rocha que
durante o inverno acumula muita água,
localmente é conhecido como tanque,
e foi nela que durante muitos invernos,
lavamos as nossas roupas,
usamos da água ali acumulada
para dar de beber ao gado,
para cozinhar, para tomar banho.
Bem sobre aquela grande rocha
nasceram cardeiros, e um pé
de umburana, que cresce
muito lentamente,
como sofre aquela árvore,
sofre com a sede, com o calor,
mas como ela é resistente,
lembro dela da época de infância,
e continua do mesmo tamanho,
na mesma forma,
já apagou os nomes que fizeram em sua
casca e continua viva
sobre a roca,
vá explicar.
Talvez a rocha lhes der força.
Não sei.

Hoje minha amiga Tâmara
mostrou sua linda coleção
de rochas, vi uma mica, um berilo, uma ametista, uma apatita, uma cianita, um quartzo roza, um topázio.
E aprendi muita coisa sobre rochas.
Tudo aconteceu pela manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário