quinta-feira, 17 de março de 2011

Nesse mundo

E esse mundo que eu vejo,
tão cheio de cores, odores,
cheio de textura e formas,
nesse mundo curioso,
que se revela a cada instante,
me surpreende sempre mais,
e aprendo os nomes das coisas,
desvendo seus segredos,
aprendo sobre a vida,
sobre a natureza,
aprendo a falar,
após muito escutar,
e aprendo a refletir,
e aprendo que faço parte,
deste mundo complexo,
e é pela linguagem,
que desvendo a imagem,
e tudo tem um nome,
tudo expressa algo,
ou nada expressa,
são meras invenções,
nos e nossas convenções,
aprendemos a viver,
crescemos neste mundo,
vendo as cores,
vendo os dias e as noites,
dias de sol, nublados,
noites estreladas,
as vezes enluarada,
e aprendemos a falar,
e falamos, sem parar,
esquecemos de perceber
na natureza da natureza,
que a tantos milhões de anos
aqui está,
e nós, pela linguagem
acreditamos na imortalidade,
mas aprendemos
com o tempo, que temos
muitas vezes de calar,
e contemplar e refletir.
É neste mundo que nascemos,
é este mundo que lemos,
que demos um significado,
ou simplesmente
somos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário