domingo, 27 de março de 2011

Aprender

Olho e vejo,
mas o que vejo?
ouço e escuto,
mas que escuto?
sinto o cheiro,
mas o que cheiro?
O novo me espanta,
o novo me encanta.
o que vejo me provoca curiosidade,
quando vejo e vejo sinto vontade,
essa curiosidade desperta desejo,
mas se o que eu vejo me fala,
por que não entendo?
ah, mas quando vejo,
quando indago, eu compreendo,
logo aprendo,
mas se o outro ver, e entende, compeende,
mas por que? de certo já viu,
apreendeu, viveu,
no seu mundo, seu juizo,
já estava registrado.
Sinto a vida,
ouço, percebo os cheiros,
e o que me desperta
me agrada ou desagrada,
o que me agrada potencializa meu ser,
o que desagrada potencializa meu ser,
por isso cheiro, mas não cheiro,
simples mente ignoro
o cheiro do esgoto,
ignoro também
o barulho dos carros,
o brilho das estrelas,
as luzes elétricas são mais potentes,
fico contente com o mundo
onde tudo é possível,
mas nada posso,
me apego a essa ilusão,
de ser algo,
mas não ser nada,
por isso vejo,
mas não percebo minha precariedade,
vaidade,
aqui posso ser quem quiser,
mas nada sou,
leva tempo pra aprender a ser voce mesmo,
leva tempo pra entender o outro,
leva tempo pra poder ver
o necessário,
leva tempo a entender a vida,
não se entregue totalmente a fé,
creia, mas seja mais prática e ação,
seja, simplesmente seja,
pois logo voltará ao que sempre foi,
nada, tu existes,
olhe e veja,
ouça e escute,
e entenda que viver é um eterno aprender.

Nenhum comentário:

Postar um comentário