quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Cabelo rapado

Não faz muito tempo era criança, aconteceu um fato muito engraçado, ainda lembro como se fosse hoje.
Este fato me faz lembar o ambiente de minha casa, lembro do banheiro, o sanitário tinha uma tampa rosa e a porta de madeira podre da umidade da água, ah não tinhamos choveiro e sim um tanque que cabia três cargas dágua. ah as telhas sobre o tanque era quebrada para no periodo de chuva a água cair no tanque, de maneira que clareava o banheiro, nessa época não tinha eletricidade em minha casa.
Papai fazia a barba com um estojo e gillete, sempre via ele fazendo a barba achava legal.
E como não tinha barba, mas numa tarde resolvi usar aquele objeto, bem como não tinha barba resolvi fazer o cabelo de maneira que rapei parte do meu cabelo, acho que fiquei parecendo um índio.
A noite fomos para a casa de minha tia que estava com câncer de mama e ela ficou muito assustada com aquilo, achou que poderia ter morrido.
Não me lembro de seu rosto, pois era noite e estava escuro. Não consegui captar esse momento.

Após o almoço eu fazia essas traquinagem, pois mamãe sempre tirou uma sesta, adora uma sesta. Ela aprendeu com o pai dela vovô José.

Just only this is part of my life.

Nenhum comentário:

Postar um comentário