domingo, 1 de maio de 2011

Sol

Quando o dia nasceu,
nem vi, nem percebi,
mas sei que acordei
depois do sol,
fiquei frouxo
na cama, levantei,
e fui até a janela
contemplar o que contava
o sol.
Este me falou de formas,
me falou de cores,
este me ensinou tanta coisa
e me mostrou um belo
beija flor,
que voava livre pelo céu,
me mostrou que a figueira
estava calma,
que a vizinha saia,
dai perdi a paciência
e fui ao banheiro,
escovar os dentes,
mas o sol já estava lá,
fui a cozinha e peguei um pão,
comi o pão sozinho,
não reparti com o sol,
depois abri o computador
e fiquei vento fotos de
beija flor,
mas não era o sol quem estava
me mostrando
era o notebook.
Então voltei para o quarto,
fechei as portas
e apaguei o dia,
voltei a cochilar,
tempo depois
acordei novamente
e o sol lá estava,
continuava a caminhar,
então contemplei e dei
um abraço no sol,
sem ele que seria de nós?
e

Nenhum comentário:

Postar um comentário