terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Falta farinha na casa do zé,
falta feijão na casa do zé,
falta querozene, açucar e sabão,
mas dignidade não falta não,
pois zé é um caba forte e tem fé,
nunca roubou, nunca matou esse é
um brasileiro digno,
que mesmo na miséria,
se indigna, mas não se apega a matéria.
Zé é filho de João,
plantava cada roçadão,
comia sempre farinha, torcinho e feijão.

No mundo de zé,
não se tinha notícia de ladrão,
hoje tudo mudou,
tudo é indignação,
todos tem feijão,
mas chegou-se a uma conclusão,
que se quer usar nike e comer parmezão.

Zé morreu e a televisão,
ensinou e desvirtuou,
os netos de zé
que moram na periferia,
comeram porcaria,
noite e dia,
hoje rouba até bijuteria,

mas o que aconteceu?

quem sabe explicar,
o mundo esta em transição,

hoje tem até ladrão que rouba e não acontece nada,
tem ladrão dos quatro cantos do brasil
que se reunem em brasilia, para planejar
qual a melhor forma de meter a mão,
no que é nosso.

Deus tenha o zé no paraiso,
e tenha piedade de sua prole.

Nenhum comentário:

Postar um comentário