quinta-feira, 16 de julho de 2009

Nuvens

Nuvens de algodão,
e eu deitado no chão,
vejo gerreiros,
vejo o que está em minha imaginação,
pego com a mão,
sinto tão infinita a vida,
tudo é imensidão,
o céu é o espelho de meu coração,
tão grande!!!
cheio de paz, amor
na infância as nuvens são mais interessantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário