terça-feira, 8 de julho de 2014

Encanto e desencanto

Os anos passam,
Os anos passam,
Os anos passam e arrastam os dias e as noites.
Dias de alegria,
Dias de tristeza,
Noites de alegria,
Noites de tristeza,
Encontramos o conforto em viver
Dia a dia...
A vida sempre segue em frente.
Não podemos nem devemos olhar para trás,
O passado não existe mais,
Volto ao infinito da inexistência.

Os anos passam,
Os anos escoam de nossas mão como grãos de areia ao vento.
Não sabemos como viver melhor ou pior.

Os anos passam levando nossa juventude e vitalidade
E nos devolvem em experiências,
Uns plantam suas sementes e outros não saem da sombra da inexistência.

Eterna noite estrelada,
De brisa frouxa
Que me afaga,
Alegras as árvores das ruas
Que não entendem que o tempo passa,
Simplesmente florescem.

O vento simplesmente sopra
E a lua surge e desaparece,
Num movimento eterno,
De encantamento e desencantamento,
E tudo desaparece como apareceu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário