domingo, 6 de abril de 2014

Tempo, momento, espaço

O relógio sobre a mesa,
Sem pressa expressa o tempo,
Segundo a segundo,
Minuto a minuto,
Hora por hora.

Paredes brancas,
Sobre o sofá estão deitados os livros
Com suas capas brancas, azuis e pretas,
As letras juntas expressam os nomes dos autores.

Eu podia deitar e ler e descansar,
Mas há tanta coisa para fazer.

Que nem sei por onde começar
E muitas vezes não inicio
E procrastino...

Se o relógio parar

O tempo seguirá..

Se eu parar o mundo seguirá ileso.
Tic-tac, tic-tac...
A cigarra canta,
as aves cantam,
A noite cuidadosamente cai,

Sem desespero,
Sigamos em frente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário