quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Tempo

O tempo acende a apaga tudo.
O tempo não existe,
as coisas que existem,
e seu espaço de existência
dita o que é tempo.
As vezes há um vazio de tudo dentro
de nós,
Até as ideias perdem a substância,
e nada faz sentido
na ausência de um sonho.
As cores do amanhã
perdem a graça sem a esperança,
mas quem dita as esperanças?
Tudo inexiste,
na ausência de sentido,
na ausência deste espaço
chamado tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário