sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Sentir

A tarde toda é silêncio.
As rua esta vazia e fria,
ainda molhada da chuva.
As aves gorjeiam.
Eu não sei, parece até que
morri.
Todo o meu ser é silêncio,
as vezes desilusão,
nenhum verso ou poesia.
Eu olho para o mundo
belo e colorido, sinto-me
escuro, taciturno,
macambuzio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário