sábado, 3 de dezembro de 2011

Linha da vida

Desfia a linha da vida. Passo a passo chegamos a lugar algum.
Vamos cegos como gado em direção ao fim.
Ainda bem que não sabemos nem quando nem onde.
Sabemos que seguímos sempre nesta direção.
Então inventamos os sonhos,
as poesias, a arte e aprendemos a tentar viver
melhor cada dia que vivemos. As vezes cheios de
esperanças, as vezes desiludidos.
Nossos humores mudam como as mares.
E seguimos vida afora,
porque pensar na morte é morrer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário