quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Coisas mínimas

Há tanta coisa simples, mas maravilhosa de se viver,
Depois de um longo dia poder ver o entardecer,
Regar uma planta num jarro ou num jardim,
Ver a noite chegar, sentir a brisa fresca,
Deitar e poder descansar sem pensar em nada,
Não pensar em absolutamente nada,
Ficar a toa e deixar a mente viajar,
Certamente todos nossos dias hão de passar,
Mas por que não deixa-los passar com prazer,
Prazer das coisas mínimas.
É isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário