segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Breve chuva

Agora, breve manhã,
Chove.
A chuva chovendo é tão agradável.
As coisas são agradáveis quando estamos seguros.
Lá fora, nas ruas, nas estradas e construções
A chuva, talvez não agrade.
A mim, agrada tanto quanto agrada as plantas,
Ao seco sertão.
A falta de chuva me ensinou quanto podemos amar o que não temos.
Cai água, derrama-se nesse solo fértil
E faz germinar a semente,
E faz das folhas adubo,
E dá a condição para a flora florir.
Pingo a pinto o solo absorve,
E tudo vai ficar mais lindo após a chuva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário