terça-feira, 23 de agosto de 2011

Tarde silenciosa

Hoje a tarde não está fácil. 
O sol não apareceu, 
não parou de chover, 
toda a natureza está recolhida.
 O rio está calmo, um espelho. 
O vento não soprou 
fazendo as árvores dançar,
acho que não vou poder
cheirar as rosas.
Essa tarde triste e vazia,
é uma tarde fria,
logo vai se doar
para a noite, logo
passará.


Nenhum comentário:

Postar um comentário