terça-feira, 13 de abril de 2010

Devastação

Como o intenso crescimento da população humana o meio ambiente vem sofrendo intensa devastação, porque torna-se cada vez maior a necessidade de produção de alimentos, maios de transporte, bens de consumo.
Os reflexos desta pressão ambiental são expostos nos diversos meios de comunicação, principalmente jornais, revistas, internet, são temas já recorrentes entre as primeiras páginas, artigos referentes a tais pressões visto que temos queimadas, paara renovação de pastos; desmatamentos para plantio principalmente da soja, além da cana-de-açúcar recentemente tema de debate internacional importante para a prodção de bioconbustível. Hoje o Brasil é um dos maiores exportadores de carne bovina, soja e seus derivados, exporta praticamente para todo o mundo, tendo mercado consolidado com a China. Além destes o Brasil é um dos maiores fornecedores de ferro para a China. Atrelado a estas explorações temos dois biomas, o Cerrado e a Amazonia, com intensa pressão antrópica. O cerrado localizado quase que totalmente na região centro-oeste, vem sendo paulatimante substituído sua vegetação por verdadeiros mares de soja e onde não tem soja é intensa a ampliação da pecuária extensiva, alguns pesquisadores comentam que a ação da soja é mais devastadora que a pecuária tendo em vista que toda a biodiversidade local é totalmente desvastada para o plantio da soja, enquanto a pecuária deixa resquícios das plantas que poderia ser restabelecidas.
Quanto a Amazônia é intensa a exploração de minério de ferro no estado do Pará.
O desenvolvimento é necessário, no entanto é importante que estudos de impactos ambientais sejam realizados visando amenizar a completa devastação da biodiversidade que ainda nos resta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário