quinta-feira, 14 de julho de 2016

Tarde dourada

A tarde partia agradável e dourada,
Sentia-me profundamente feliz,
Não me lembro qual era o dia da semana,
Mas me sentia profundamente feliz,
Algo estava para mudar em minha vida,
Algo, sempre está para ser mudado em nossas vidas.
Todavia naquela tarde era diferente,
A mudança iminente,
Encontrava-me na biblioteca central da Unicamp,
Naquele momento, era um total desconhecido as pessoas que ali interagiam, conviviam,
Todavia, num tempo não tão distante, aquela seria minha segunda moradia,
E aquelas tardes seria só minhas...
Todavia havia dúvidas se daria certo ou não... Havia angustia neste fato.
Nem sabia que estaria vivendo meus últimos dias na capital comercial do pais.
O ano era 2007, o mês outubro ou novembro. Não recordo...
Bom, esperava meu amigo, ansioso para contar sobre a prova.
Nem estava refletindo que aquela tarde estaria selando minha terceira grande mudança na vida.
Vindo do centro do meu mundo, Serrinha para Natal, em seguida para São Paulo e ali chegaria a Campinas...
Um sonho nunca imaginado.
Meu amigo chegou, então fomos embora, escureceu...
No dia seguinte voltei para São Paulo, mas tinha deixado ali uma prova respondida que me permitiria Viver uma de minhas maiores realizações na vida "fazer um doutorado em Biologia Vegetal".
Hoje vendo de fora, sei que se tratou de uma de minhas melhores fases de minha vida,
Veio depois Brasília e aqui estou em João Pessoa!
Até quando?
Não sei...
Sei que tenho milhares de memórias, de pessoas que vivi, que brinquei e que ensinei e com elas aprendi a ser quem sou.
E o processo continua,
Apenas imersa em outra paisagem com o mesmo sol dourado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário