domingo, 17 de abril de 2016

Ocaso

Um domingo de chuva,
O tempo é o mesmo,
Mas o silêncio vazio e mim,
Algo que me custa dominar
O  medo da solidão
E esse mundo oco...
As coisas perdem o sabor,
As cores,
O sentido,
Até que!
Bom nada vai acontecer de fabuloso,
Então é curtir
A presença da saúde,
Que dia maravilhosos
Esses dias comuns.

Nenhum comentário:

Postar um comentário