segunda-feira, 6 de julho de 2015

Tempo, tempo, tempo

A que caminhas?
Um passado pesado,
Um presente ausente,
Um futuro inexistente...
Ontem conheço,
Hoje realizo,
Amanhã... amanhã... Quem sabe.

Quem sabe quem machucou o paralelepídedo,
Ou a porta de sua casa?

A história de cada um se dissolve no tempo.
A história de cada um se constrói com tempo,

Só vivendo se constrói um invento...

Tempo, tempo, tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário