terça-feira, 8 de maio de 2012

Noite

Noite de céu atropurpúreo,
estrelas piscando,
e o céu nu.
A flor do cerrado acesa.
Noite que bela noite,
onde foi o vento de açoite?
Sei lá.
No cerrado tá tudo parado...

Nenhum comentário:

Postar um comentário