quarta-feira, 12 de julho de 2017

Despertar

A manhã nasce fresca.
O vento sopra do nascente sacode as folhas e os ramos e faz  um chiado gostoso.
Ao mesmo tempo cantam os sanhaçus e papa-cebos.
 A luz dourada atravessa as frestas da janela enquanto desperto contente.
Levanto para o mundo é para a vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário