quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Indefinição

Estamos a deriva?

Desde muito cedo aprendemos que a vida tem um fim.
Aprendemos na comodidade a acreditar que as coisas são certas ou erradas,
e tudo por observação ou experiência subjetiva... Muitas vezes damos muito peso a nossa maneira de entender o mundo.
Esse método pode ser errado não?
Dependendo do tempo e do lugar...
Como posso pensar correto vivendo num ambiente tão peculiar, de certo há algo errado em mim ou no mundo?

O que funciona hoje pode deixar de funcionar amanhã.

E por que não nos frustrarmos com a vida?

Não vivemos de certa maneira a deriva em busca de um porto,
Quando o encontraremos e será se o encontraremos...

No decurso e no alto de minha vida começo a me tornar cético.

E as filosofias, e as literaturas, e a vida não me deixam voltar a trás...

Não queria ser Schopeauriano, mas...

Embora tenha um pouco de Sarteanismo ou Marxismo.

Indefinição... indefinição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário