quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Última vez

Onde estou?
Para onde vou?
É nos tempos idos que nós mais nos conhecemos,
Somos esse fluxo contínuo,
Somos o desdobrar do viver,
Nosso amanhã são apenas dúvidas,
Dúvidas...
Por isso que tudo é belo,
Pela incerteza,
A vida é bela...
Sempre pode ser a última vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário