terça-feira, 23 de agosto de 2016

Efêmera

Efêmera...
Neste tempo,
O sol brilha intensamente,
O céu é muito azul ao meio dia,
A praia de areia branca
O mar com águas a quebrarem na areia da praia,
Oceano azul...
Tudo que vejo,
É como um beijo em minha mente,
Porque o amanhã não me pertence,
Não sei se meus olhos hão de abrir,
É preciso coragem para encarar a vida,
O tic-tac que nos leva o que não tempos
O tempo...
Tenho escutado mais os pássaros,
Tenho observado mais as flores,
A natureza.
Porque sei o quanto a vida é efêmera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário