quarta-feira, 29 de junho de 2016

Acordar

Sobre seixos e poeira
Se debruçaram os pingos da chuva
E o solo hidratou
Fez transformação no sertão,
As sementes germinaram,
Os pássaros cantaram,
As gemas brotaram,
E o que era cinza
Foi tomado de cores e
Das plantas formas floríferas floresceram...
E a vida acordou da hibernação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário