domingo, 17 de abril de 2016

Matéria

Matéria,
A luz de uma estrela que alumia,
Um filamento de tungstênio,
O odor que se desprende das flores,
Da comida caliente,
O frio ou o calor,
A chuva que se desprende das nuvens,
As aves que cantam...
Essa presente existência organizada,
O tempo que a tudo desfaz.
Quem pensa que pode algo,
Ah, que pobre é esse ser...
Que pobre esse ser,
Somente podemos nos impressionar,
E muitas vezes nos iludir,
Porque tudo, absolutamente tudo não pode ter controle...
Somente podemos contemplar
O quanto o momento durar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário