quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Não creio

O eterno vazio, frio,
A eterna angústia, justa!
Viver...
Ser,
Esse pulsar constante,
Esse orbitar,
Querer ser,
Ser,
Imitar,
Parar,
Esse medo de ser, de ter.
Esse vazio de sentido, tido.
Amanhã é outro dia,
E hoje o que foi?
Uma tentativa oculta de ser...
Esse ser histórico,
Centenas de palavras,
Frases... memórias, angústias.
Hoje é tarde,
Sigamos em frente, ausente,
Sigamos em riba, comprida.
Porque escolher é sofrer,
Porque escolher é acertar e é errar...
Errantes, caminhantes,
Qual é o caminho certo, mais perto?
Há algum?
Não creio, não creio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário