segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Metafisica da noite

Dezembro,
Amanhã o mês descamba para o fim,
A noite já caiu,
Aos poucos a luz do dia se vai,
A sombra da noite cai
Acendendo a lua crescente,
Minhas rosas do deserto florescem,
Piscam as luzes de natal,
O tempo vai passando,
E a gente disperso,
Perdidos no cotidiano sem se ater ao todo.
E assim vivemos sem entender o sentido da vida,
Vai ver a vida não tem sentido nenhum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário