domingo, 15 de novembro de 2015

Consumir

Que ocultas vida?
Bons ou maus presságios.
Se bons que esteja pronto para a alegria,
Se maus, Deus dai-me força.
Noite, dia,
Lua cheia, minguante, crescente ou nova...
Tempo intermitente,
Passa sem parar,
Os grãos de areia da ampulheta,
O tempo que escorre
Como o vento,
E nossa alma se humaniza.
Vivendo descobriremos,
Consumiremos nossa vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário