domingo, 7 de junho de 2015

Solidão e adjetivos

Às vezes paro para pensar
Na vida, no passado, no presente,
Já não penso mais no futuro,
Chegou um momento em que o futuro
Parece ser só de sofrimento e dor.

Mas a vida como um dia se passa,
Como uma colheita é ceifada...

E as tardes e as colheitas podem ser agradáveis.

Então, o que eu fiz da vida?

Não vivi, mas não cultivei os amores,
Vivi e aprendi a ser a me virar só,
Amanhã quem sabe se só restará solidão e frio e medo e um fim.

Mas nem pensei nisso, o texto se encarregou,
Sou mais Nietzschiniano...

Parar para pensar é consequência da solidão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário