segunda-feira, 1 de junho de 2015

Metamorfose da alma

O tempo passa apressado,
Nem percebemos,
Pois queremos ser mais rápidos,
E esquecemos de ver o simples da vida,
Os detalhes das coisas,
O capricho da natureza,
As peças florais,
Seus aromas,
Suas formas...

Nos atemos aquilo que achamos importante
Que muitas vezes nem é,
A maioria das vezes não é.

A vida passa apressada,
A gente pega carona no ritmo do mundo,
E somos levados como naus ao vento,
Sem destino próprio,
Sem meta,
Onde chegar!

Não segamos assim...

Respeitemos o tempo e nossos ritmos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário