terça-feira, 23 de junho de 2015

Escolhas

Haverão dias felizes?
Sempre esperei por dias felizes,
Acreditava que um dia não estaria sozinho,
Teria milhares de amigos,
Não estaria sozinho, nunca mais...

Enganei-me profundamente,
Com o tempo até os amigos mais próximos
Se distanciaram, tomaram os caminhos de suas vidas.

Aqueles com minha idade hoje tem filhos e suas famílias
E estão longe...

Meus irmãos também e meus pais...

O tempo me ensinou e me fez viver tanta coisa,
Amores, conquistas e dores,
Passei por tantas dificuldades e vitórias,
Mas a vida sempre se revela
Sempre mostra outra face,

Hoje nem as orações me restaram,
Algumas músicas doces...

Tudo fruto de minhas escolhas.

Cada dia mais racional,
Cada dia com mais histórias ouvidas,
Umas tantas vividas,
Mas cadê as amizades?

Toda a delicadeza de uma flor que desabrocha na manhã e se fecha na tarde,
Assim são nossos dias de vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário