sábado, 25 de abril de 2015

Doce aurora

Aurora,
Doce aurora que cora o amanhecer,
Que enche de alegria a brisa do dia,
Aurora que vem e se vai ser perceber,
Enche minha vida, o aurora de poesia,

Que nao perca a alegria de viver,
Se quer um dia...

Aurora, tras a mim aquele doce olhar,
Ou ent'ao me ensina a ser um ser so.

N'ao se ama mais que uma vez,
Se n'ao se sabe esquecer,
Ensina-me como aparecer e desaparecer,
Que seja como uma folha quando desabrocha do ramo,
imperceptivel,
E tudo volta a ser o que nunca foi,
Doce aurora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário