terça-feira, 28 de abril de 2015

Cinza

Encantos,
Desencantos,
Em cada canto,
Nos quarto cantos,
O mundo não tem canto,
E nós em que canto encantamos,
Por que desencantamos?
E quando eu estiver triste
Em que canto estarei?
Distante ou próximo possivelmente de um grande amor,
Ou seria um abismo de dor?
Bom não se pode viver com uma angústia
Ela vai passar como a brisa da manhã
E a própria manhã,
Tudo vai passar!
É preciso esquecer tudo
E se não for possível,
Não há nada a fazer.

O tempo se encarregará de tornar
Tudo cinza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário