quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Entardecer o ser

Mais um dia se vai imerso numa tarde maravilhosa,
A tarde é crepuscular,
A tarde aos poucos se vai imersa em cores,
E do rubro muda-se para o azul, atropurpúreo.
As aves cantam seus últimos cantos
E aos poucos silenciam-se,
Aos poucos, o dia se desfaz em noite,
E a gente sente uma saudadezinha
E se sente bem por ter vivido mais um dia,
Mais uma dádiva ganha,
Imagina quantas batalhas foram ganhas,
Imagina quantas pessoas não estão felizes por sentir mais uma noite chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário