quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Chuva de prazeres

A lua cheia,
A brisa fresca,
Borges,
Mozart,
A casa vazia,
Silêncio,
Nada de celular,
Nada de internet,
O silêncio das palavras,
Só a mente pensando em silêncio,
A hora que passa,
O sono que chega,
Uma caneca de chá.
A noite se vai,
Vai tá cedo,
O tempo voa as vezes,
A vida voa as vezes,
Em Eclesiástico
Li hoje que a vida passa como um relâmpago.
Bem é mesmo,
É mesmo.
As vezes lembro de coisas hilárias que me contavam os amigos,
Por que a gente tem que crescer e ficar sério?

Bom então vamos curtir as coisas boas,
Porque discutir não vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário