segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Mais uma vez

É noite,
Foi manhã, 
Foi meio dia,
Fez-se tarde,
Fez segundo crepúsculo
E agora a noite
É carregada pela brisa 
Escura, calma e fria.
Quantas sensações percebo em um dia?
Quantas informações,
Quantas imagens vi e vivi?
Quem seria capaz de saber?
Se pudéssemos ver nosso dia
Todo em fotografia,
Ou gravar tudo que ouvimos...
Quantas informações,
Passam ocultas por nós.
Mas amanhã poderemos perceber
Mais uma vez,
Numa linha reta seguimos a vida,
Sigamos adiante,

Nenhum comentário:

Postar um comentário