sábado, 12 de julho de 2014

A noite em conjunto

A lua cheia,
A noite suave,
A sombra das copas das árvores.
Num tom escuro e frio,
A brisa,
As pedras soltas frias,
A areia fria,
O sono profundo,
Grilos ciciando,
Cães acordados,
As estrelas num céu infinito
A rutilarem seu brilho tão antigo...
Como me percebo no mundo.

Tenho que aprender
A tentar compreender o outro mundo,
As vezes nossos mundos são impares demais.

E a vida segue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário