segunda-feira, 28 de abril de 2014

Nada

A noite
Cada minuto,
Cada segundo,
Que passa.
O tempo se esvoaça.
E o que temos,
Nada,
Temos um corpo que usamos,
E logo, nada mais será.

Nenhum comentário:

Postar um comentário