segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Definições

Talvez uma coisa boa esteja me acontecendo
Ou talvez não esteja acontecendo nada.
A brisa frouxa cruza a janela,
Noite de estrelas e nuvens frouxas.
Eu, minha existência e os meus hábitos.
Quem eu sou?
Definiria-me através de meus hábitos.
Mas parte de mim é essa matéria
Esse corpo a quem habito.
Esse corpo que se consome
E se deteriora dia a dia..
Tenho noção disso
E aos poucos o tempo e a realidade são reflexos num espelho dourado.
Por isso inicio o texto com um talvez,
Por isso falo da brisa,
Do céu e das nuvens... Nada meu.
As mesmas sensações voce que agora ler as possui,
Mas a sua maneira.
Sensações são tão subjetivas quanto emotivas.
A nossa existência é tão breve para não perceber as coisas simples do mundo.
Eu sou o que o mundo me fez,
Eu sou minha maneira de perceber e se expressar,
O suspiro que sempre segue futuro a dentro,
Passado afora e presente...

Nenhum comentário:

Postar um comentário