domingo, 19 de janeiro de 2014

Definição subjetiva de mar

O horizonte distante,
No mar e no céu,
Ondas vindas de lugares distantes
Se acabando na areia,
O céu azul,
O mar salgado,
De águas que se vertem na praia
E vão e voltam
e se infiltram na areia...
O som do mar,
O frescor da brisa,
A textura da água e da areia,
Estou onde quero está?
Vejo o que quero ver?
Sinto o que quero sentir?
Ou sou um prisioneiro do meu corpo
E da distância...
Certamente algo que está distante me faria feliz,
Talvez esteja feliz com o mar,
Talvez o mar me faça pequeno e solitário,
Um grão de areia numa praia
Que vive, que sente e se exprime,
Não fala, apenas traça monólogos,
Se muito fala apenas
tira da carteira o dinheiro e paga o ônibus,
A água de coco,
E saboreia a água, a paisagem, o mundo colorido e vivo da praia.
Algas são derramadas na praia,
E a mente vaga entre tanta coisa a ser pensada,
Tanta coisa a ser vivida,
A vida pode está apenas começando,
Mas pode já ser tardia,
Ou está no fim,
A praia é tão larga,
Tem tanta água salgada no mar,
Que conseguirá entender o mar?
Quem conseguirá entender a vida...
Talvez numa poesia,
Se defina o mar.

Um comentário: