quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Consciência

A manhã nublada,
Meu ser nublado,
O frio vivo,
A saudade viva,
Saudades dos amigos,
Dos lugares do que fui,
A distância e o tempo hoje me separa
E me une ao que fui e ao que sou...
A oportunidade de me deparar
Com o novo e renovar,
Ser, ser...
Enquanto cai a chuva,
Enquanto as aves cantam.
A manhã de quinta-feira se passa
E levo em minha mente um turbilhão de pensamentos,
Oras próximos, oras distante...
Esse fluxo contínuo que me constitui,
Me faz e desfaz.
Oras é, oras não...
Consciência da vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário