sábado, 19 de outubro de 2013

Quantos?

Quantos seres habitam em mim?
Quantos são aqueles que fazem de mim quem sou?
O que vejo,
O que sinto,
O que ouço,
O que penso,
Sentimentos de alegria,
Sentimentos de tristeza,
Quem me descreve uma poesia?
Faço às vezes alguma proeza?
Quantos seres habitaram Pessoa?
E Gogh,
E Nietzsche,
Aquilo que nos separa a vida,
Aquilo que nos une o amor
A existência!
Existir é sofrer sempre,
Amar é sofrer,
É ter coragem de se doar
Mais que receber...
E há algum dentro de mim
Que quer amar?
Aquilo que me constitui
é aquilo que permito
ou que insiste e expressar em mim.
Porque sou apenas um ser
Que aguarda sem pressa pelo fim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário