domingo, 6 de outubro de 2013

Nocturne

Nocturne!
Após a noite
A luz do dia me acaricia
E me acorda,
A brisa da manhã me afaga!
Cantam as cambacicas
Os sanhaçus,
Cheiam as folhas do coqueiro,
O mundo é tão vasto de minha janela.
E meu ser se torna vasto para o dia,
Refletir Tao the Ching,
E viver mais um dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário