sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Viver amar a vida

E se enxugam as poesias.
Viver apressado não é interessante.
O interessante é viver livre
Para olhar as estrelas a noite
Para ver as flores durante o dia.
Para contemplar as coisas boas da vida,
O doce do pudim, ouvir Mozart,
Ver Gogh, ler Borges...
Temos que viver
Já que a vida não cessa instante algum
E quando cessa! A morte abarca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário