quarta-feira, 5 de junho de 2013

oculto na noite

Cada flor perfumada,
é uma flor encantada.
Quando vou ao lago
quase sempre vou só,
entristece-me ver o lixo,
cada vez mais evidente
entre a borda e a água.
Resistentes ipomoeas
com seu perfume branco,
alegra minha alma,
branca cor de doce flor.
Branca garça esvoaça
a pescar.
E as águas do lago,
horas plácidas,
horas ondulando,
e quando a noite cai,
e apaga o lixo,
o lago fica tão bonito,
e a flor se encanta
noite afora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário